segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Diplomacia

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, recebe da presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Rosa Weber, o diploma que o habilita a assumir a Presidência — Foto: Evaristo Sá/AFP
(Evaristo Sá/AFP)

BOLSONARO E VICE RECEBEM DIPLOMAÇÃO DO TSE

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e o vice da chapa, o general Hamilton Mourão, receberam hoje de tarde a diplomação por parte do Tribunal Superior Eleitoral.

A solenidade oficial teve início as 16h27, durando quase uma hora. Estavam presentes também o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), do Senado, Eunício Oliveira (MDB), os ministros Luiz Fux, Luís Roberto Barroso, Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Ricardo Lewandowski e a presidente do TSE, ministra Rosa Weber. Da nova equipe ministerial, participouo futuro ministro da Economia, Paulo Guedes. Além dos filhos, Eduardo, Carlos e Flávio, e a futura primeira-dama, Michelle.

A campanha eleitoral de Bolsonaro se apoiou principalmente nas redes sociais. Ele teve de interromper a campanha de rua devido ao atentado que sofreu e, no horário eleitoral da TV, tinha somente 8 segundos a cada bloco de 12 minutos. Pelas redes sociais, ele fez discursos, pronunciamentos e manifestações tanto em mensagens como por meio de vídeos e transmissões ao vivo.

E no discurso em cadeia nacional, Bolsonaro disse que governará para todos os 210 milhões de brasileiros, sem distinção e não somente para os que nele votaram.

"Agradeço aos mais de 57 milhões de brasileiros que me honraram com o seu voto. Aos que não me apoiaram, peço a confiança para construirmos juntos um futuro melhor para o nosso país", disse.
Bolsonaro afirmou ainda que a "construção de uma nação mais justa e desenvolvida" exige a "ruptura com práticas que historicamente retardaram o nosso progresso".

"Não mais a corrupção. Não mais a violência. Não mais as mentiras. Não mais a manipulação ideológica. Não mais submissão do nosso destino a interesses alheios. Não mais mediocridade, complacente em detrimento do nosso desenvolvimento.", declarou.
O presidente eleito também declarou que a "pauta histórica" de reivindicações da população contempla "segurança publica e combate ao crime, igualdade de oportunidades com respeito ao mérito e ao esforço individual".

No dia 1 de janeiro, Bolsonaro, Mourão e toda a nova equipe, tomarão a posse definitiva como novos mandatários do país.

domingo, 9 de dezembro de 2018

A Espanha pintada de vermelho e branco

MADRI PINTADA DE RIO DE PRATA!

3X1

NA SUPER FINAL, RIVER PLATE BATE BOCA JUNIORS NA PRORROGAÇÃO E FATURA O TETRA

1986, 1996, 2015 e agora 2018!
O River Plate é tetracampeão da Taça Libertadores, e ainda o primeiro com dois títulos nesta década, encerrando finalmente a conturbada edição deste ano.

Marcada por adiamentos tanto no jogo de ida como de volta (última edição com este sistema). Principalmente o último jogo, que foi tirado do estádio do River por conta de brigas de torcida e insegurança pública, o jogo foi ineditamente transferido para Europa. Ou seja, a estreia de um campo neutro para uma final acabou sendo antecipado em um ano. Como se sabe, em 2019 será final única, em Santiago no Chile.

----

Neste ano, o estádio Santiago Bernabéu do Real Madrid foi palco de uma inédita e histórica super final. O super dérbi argentino Boca Juniors e River Plate decidiu a competição. Apesar do campo neutro, por conta de sua melhor campanha, o River foi quem confirmou o favoritismo à parte. De virada emocionante e na prorrogação, os Millonarios venceram os Xeneizes, por 3x1, e conquistaram a América (ou Europa, se preferir) pela quarta vez.
A festa foi enorme por lá, com uma multidão dos torcedores campeões. E claro, em Buenos Aires, embora não haverá carreatas por lá de imediato. A delegação do River Plate, após a estadia de Madri, irá direto aos Emirados Árabes, para representar a América do Sul no Mundial de Clubes da FIFA, que começa nesta quarta-feira.

No tempo normal, as duas equipes criaram muitas chances de ambos os lados. O River trocou mais posse de bola. Mas foi o Boca a ser mais eficiente na primeira etapa, abrindo o placar ao final dele. E sempre ele, Benedetto. Carrasco do Palmeiras na semifinal, o camisa 18 iniciou dessa vez como titular e abriu o placar. Quinto gol dele nos últimos quatro jogos.Na comemoração, mostrou a língua para cima do adversário.
Mas como ele não é muito de jogar os 90 minutos, deu lugar à Ábila na segunda etapa. E aos 22 do segundo tempo, o River buscou o empate, em linda jogada que terminou num petardo de Lucas Pratto.

Veio o tempo extra, e aí o time boquense acusou do cansaço e abusou das faltas. Na primeira parte, o volante Barrios tomou o segundo amarelo e foi expulso. Com um a mais, o River partiu ainda mais para cima da virada. E ela finalmente veio, na segunda parte. Quintero marcou um golaço. O Boca ainda perderia um segundo jogador. Fernando Gago lesionou o joelho e saiu fora. Mesmo assim, investiu no ataque, chegando a meter bola na trave.
Num último desespero, o goleiro Andrada foi para a área tentar algo a mais. Levou a pior com a zaga River, que instaurou o contra-ataque mortal. Pity Martínez, que eliminou o Grêmio, deu o golpe de misericórdia e marcou o gol derradeiro, o gol do título. O ponto final para uma histórica vitória!

Arriba River!

Mal termina a edição 2018 da Libertadores, das mais demoradas possíveis, e vem logo a de 2019. Na segunda que vem, acontecerá o sorteio dos grupos.


Jovem bicampeão

DANIEL SERRA CONQUISTA SEGUNDO TÍTULO NA STOCK CAR

Valeu a regularidade e a competência adquirida por todo um ano, para se definir o título da temporada 2018 da Stock Car Brasil. Aliás, um bi campeonato.

Daniel Serra se sagrou campeão pelo segundo ano seguido da categoria, mais uma vez administrando bons resultados. Na corrida final, em Interlagos, o piloto conseguiu o quarto lugar, enquanto seu rival Felipe Fraga fez uma corrida de recuperação após um mau treino. Chegou em quinto lugar. A prova foi vencida pelo experiente Ricardo Zonta, que já guiou na Fórmula 1. Júlio Campos e Gabriel Casagrande completaram o pódio, enquanto Rubens Barrichello chegou em sexto.

O filho de Chico Serra (tricampeão nos anos 2000) alcançou o Top 10 em 18 das 21 corridas no ano, explicando assim mais esse titulo.



quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Empate bom

Junior Barranquila Atlético-PR

Junior Barranquilla1X1Atlético-PR


FURACÃO SAI COM EMPATE NA BAGAGEM E DECIDE EM CASA

A primeira decisão da última final de ida e volta da Copa Sul-Americana terminou em igualdade. Junior Barranquilla e Atlético Paranaense ficaram no 1x1, em jogo movimentado e de chances para ambos os lados.

O Furacão foi quem saiu comemorando por vantagem, já que decidirá a volta na próxima quarta-feira diante de sua torcida. E o time de Tiago Nunes saiu na frente com Pablo. Mas de imediato o Junior empatou com Yonny González. Diante do estádio Metropolitano lotado com 39 mil pessoas, os colombianos tiveram a chance da virada em pênalti cometido por Rony. Pérez mandou uma bomba, mas acertou o travessão de Santos. Chute tão forte que até tremeu a baliza.
Santos ainda viria a salvar os atleticanos com ótima defesa no fim do jogo.

Agora é espernear as mãos para ver uma Arena da Baixada lotada e com possível recorde, para o jogo de volta.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Dia de premiações

Palmeiras e Internacional dominam a seleção do Brasileirão 2018; veja os 11 escolhidos

PALMEIRAS E INTERNACIONAL DOMINAM SELEÇÃO DOS MELHORES DO BRASILEIRÃO

DUDU É ELEITO CRAQUE

Passado o fim do Campeonato Brasileiro, tradicionalmente o dia seguinte é concebido de premiações. De tarde é feita a entrega da Bola de Prata, uma criação da Revista Placar e que é comandada agora pelo canal ESPN, em parceria com o Sporting Bet. E agora de noite, realizou-se o Prêmio Brasileirão, organizado por Globo e CBF.

O Palmeiras e o Internacional foram os times que mais se destacaram em ambas as seleções. Mas obviamente o decacampeão brasileiro faturou as principais premiações. Em ambas, o camisa 7 Dudu foi eleito, sem maiores surpresas, o craque da competição. E Luiz Felipe Scolari foi eleito o melhor técnico. Para o fim do ano, ele pensará em seu futuro no trabalho, pois recebeu proposta para treinar a seleção da Colômbia.

Em ambas as seleções, a dupla de laterais, zaga, volantes e ataque se repetiram. Além disso, Pedro foi a revelação do campeonato. O atacante do Fluminense, que se recupera de grave lesão, anotou 10 gols em 19 jogos e foi fundamental para o time conseguir pontos suficientes para não cair.

Enquanto isso, seguem os festejos finais. Entre outros destaques, o volante Cuellar, do Flamengo, faturou o prêmio Craque da Galera, concedido por votação popular na internet.

Confira as seleções:

BOLA DE PRATA
Weverton (Palmeiras)
Renê (Flamengo), Pedro Geromel (Grêmio), Victor Cuesta (Internacional) e Mayke (Palmeiras)
Rodrigo Dourado (Internacional), Bruno Henrique (Palmeiras), Lucas Paquetá (Flamengo) e Everton (Grêmio)
Dudu (Palmeiras) e Gabriel (Santos)
Técnico: Felipão

Chuteiras de ouro (ambas as premiações): Gabriel
Gol mais bonito: Wescley (Ceará), em Corinthians 1x1 Ceará, na rodada 4
Melhor árbitro: Rafael Traci (PR) (apitou o jogo do título, Vasco 0x1 Palmeiras)

PRÊMIO BRASILEIRÃO (apenas duas mudanças)
Marcelo Lomba (Internacional)
Renê (Flamengo), Pedro Geromel (Grêmio), Victor Cuesta (Internacional) e Mayke (Palmeiras)
Rodrigo Dourado (Internacional), Bruno Henrique (Palmeiras), Lucas Paquetá (Flamengo) e Arrascaeta (Cruzeiro)
Dudu (Palmeiras) e Gabriel (Santos)
Técnico: Felipão

Gol mais bonito: Everton Ribeiro (Flamengo), em Cruzeiro 0x2 Flamengo, na rodada 37
Melhor árbitro: Raphael Claus (SP)

Parabéns a todos os vencedores, e que venha o Brasileirão 2019.


A segunda-feira também teve premiação internacional. A tradicional Bola de Ouro, coroação por parte da revista francesa France Football. Repetindo as cotas de favoritismo de outras eleições, como a de Melhor do Mundo da FIFA, novamente levou a melhor o craque da última Copa do Mundo. O croata Luka Modric venceu, impedindo novamente de Cristiano Ronaldo faturar pela sexta vez tal prêmio. O português ficou em segundo lugar, seguido de Griezmann e Sergio Ramos. Seu maior rival, Messi, foi apenas o quinto lugar.
Neymar foi o melhor brasileiro, mas apenas em 12° lugar, ficando pela primeira vez fora do Top 10 desde 2013. O goleiro Alisson apareceu em 25° lugar.

domingo, 2 de dezembro de 2018

Alegria de uns, tristeza de outros. FIM!

Resultado de imagem para futebol total
Terminou!
O Campeonato Brasileiro de 2018 teve hoje suas definições finais com a última rodada. Na prática, entre uma rodada e outra, não mudou em nada nas posições cruciais. O quarto lugar prevaleceu a sua posição, rumo aos grupos da Libertadores. E os que estavam dentro da zona de rebaixamento, ali ficaram. Assim, vamos ao último resumo da rodada. Ao último Futebol Total de 2018.

Antes de mais nada, vai aqui as principais estatísticas do certame.

Ao todo, saíram 827 gols. É a pior marca desde 2014, e bem menos que nos anos posteriores, onde sempre superou a barreira de 900 gols. Em 2017, foram 923. Uma média final de 2,19 por partida.

O resultado mais comum foi o tradicional 1x0, em 65 dos 380 jogos. Agora os números individuais:

Melhor ataque: Palmeiras (64 gols)
Pior ataque: Paraná (18) - pior ataque da história dos pontos corridos
Melhor defesa: Palmeiras (26)
Pior defesa: Vitória (63)

Mais vitórias: Palmeiras (23 vitórias e 4 derrotas)
Menos vitórias: Paraná (tudo ao contrário)
Mais empates: São Paulo (15)

Mais amarelos: Palmeiras (113)
Mais vermelhos: Flamengo (8)

JOGADORES

Artilheiro: Gabriel (Santos), 18 gols
Mais assistências: Dudu (Palmeiras), disparado, 14 passes
Mais gols de pênalti: Yago Pikachu (Vasco), 5 gols
Mais amarelos: Felipe Melo (Palmeiras), 15
Mais vermelhos: Cuellar (Flamengo), 3

1X1

PARANÁ ARRANCA EMPATE NOS MINUTOS FINAIS EM DESPEDIDA NA ELITE

Paraná e Internacional, vindos da Série B 2017, fizeram campanhas muito distintas, mas por hoje se igualaram, no empate em 1x1. Jonathan Álvez marcou para o Colorado, que tomou o empate aos 46 do segundo tempo com Johnny Lucas. Curiosamente, foi dele o primeiro e o último dos 18 gols anotados pelo Paraná, no pior ataque da competição (menos de 0,5 gol por jogo). Ao menos o time, mesmo depois de rebaixado, somou alguns pontos suficientes para impedir de ter a pior campanha dos pontos corridos, chegando aos 23 pontos. O Inter, com o triplo total de pontos (69), comemora o honroso terceiro lugar.

0X0

BAHIA E CRUZEIRO FAZEM JOGO FRACO

Os dois times jogaram sem criatividade nenhuma no Pituaçu, empatando sem gols. Serviu mesmo de despedidas ao ano, cada um com times alternativos. O Cruzeiro celebra o título da Copa do Brasil, ficando em oitavo. O Bahia comemora o 11° como sua melhor campanha nos pontos corridos.

0X0

VASCO SEGURA CEARÁ E EVITA QUARTO REBAIXAMENTO

Dessa vez não!
O Vasco soube segurar a pressão do Castelão lotado e ficou no empate sem gols com o Ceará. Suficiente para se garantir na Série A, evitando assim o que poderia ser o quarto rebaixamento em dez anos. O empate não foi bom aos cearenses, que ficaram sem a vaga da Sul-Americana. Ambas as equipes terminam "no limbo". Ceará em 15° e Vasco em 16°, sem se classificar para nada. O que valeu mesmo foi a comemoração da torcida vascaína pela permanência.

Chapecoense comemora o gol de Leandro Pereira

1X0

INCAÍVEL! CHAPE VENCE SÃO PAULO E SE GARANTE NA SÉRIE A

Quem comemorou efusivamente, de forma merecida, sua permanência na Série A, foi a Chapecoense e o prevalecente "espirito de Condá". Diante do maior público da história do estádio, a equipe de Claudinei Oliveira jogou melhor e venceu o São Paulo por 1x0, o necessário para garantir-se na condição de "incaível", indo disputar sua sexta Série A seguida. O artilheiro da equipe, Leandro Pereira, anotou de cabeça o único gol do jogo para garantir a festa verde. E tem mais: com 44 pontos, a Chape não só escapou como ainda subiu ao 14° lugar e mais chance de comemorar. Se o Atlético-PR vencer a final da Sul-Americana, estarão garantidos na edição seguinte, em 2019. Para o São Paulo, resta contentar-se com o quinto lugar com 63 pontos e um fim melancólico de campeonato, para quem havia ganho o primeiro turno de forma empolgante. Terão que disputar a Pré-Libertadores, junto com o Atlético-MG.

1X0Corinthians

GRÊMIO FAZ O NECESSÁRIO E VAI AOS GRUPOS DA LIBERTADORES

Mesmo se perdesse, a quarta vaga dos grupos da próxima Liberta já seria mesmo do Grêmio. Com gol de Jael logo no começo do jogo, os gaúchos venceram o Corinthians por 1x0 e chegaram a 66 pontos, partindo para sua quarta participação seguida nos grupos, assim como o Palmeiras. O fim de ano fica positivo para os gremistas, e mais melancólico como nunca aos corintianos, com 44 pontos. Foi a mesma pontuação de 2007, quando caiu para a Série B. Para sua sorte, e com o empate de Ceará e Vasco, o Timão ao menos assegurou a última vaga à próxima Sul-Americana.

Jogadores e comissão técnica fazem corrente de oração para agradecer

Fluminense1X0América-MG

JULIO CÉSAR PEGA PÊNALTI, FLUMINENSE ENCERRA JEJUM, VENCE E REBAIXA AMÉRICA

No jogo mais emblemático da rodada, o Fluminense se safou, finalmente fez gol e venceu o América Mineiro por 1x0. O Coelho está rebaixado de volta à Série B. Dadas as circunstancias do jogo no Maracanã, foi uma tensão de doer. Tudo no primeiro tempo. O América jogou mais e teve a chance de ouro de sair na frente com um pênalti a cobrar. Mas Luan parou na grande defesa de Júlio César. E o goleiro ainda defenderia outro chute do atacante, que estava num mau dia, assim como Rafael Moura. E nas poucas chegadas, o Tricolor conseguiu o gol no finalzinho. Richard, de cabeça, encerrou o incomodo jejum de oito jogos sem bola na rede e acabou com a seca do time. Escapou da degola e ainda garantiu vaga na Sul-Americana. Ao América, restam só lamentos, por mais uma vez não terem conseguido se manter na elite.

Foto: (Marlon Costa/Futura Press/Estadão Conteúdo)

Sport2X1

NÃO ADIANTOU! SPORT VENCE, MAS CAI PARA A SÉRIE B

O Sport pagou pelas longas sequencias de maus resultados ao longo do campeonato, e encabeça a lista de rebaixados para a Série B 2019, fazendo companhia com América, Vitória e Paraná. Por mais que tenha feito sua parte, nada adiantou para o time leonino, que venceu os reservas do Santos por 2x1 na Ilha do Retiro. A vitória da Chape e o empate do Vasco impediram a escapada. Assim o time de Milton Mendes retorna a Segundona, após cinco anos seguidos de Série A. Curiosamente seu rebaixamento anterior, em 2012 contra o rival Náutico, aconteceu também em 2 de dezembro.
Os gols saíram nos minutos finais. Rogério e Hernane marcaram para os mandantes. Rodrygo, de falta, marcou o último gol do campeonato. O Santos fica em décimo lugar, na despedida de Cuca.
O rebaixamento do Sport contempla o mau ano do futebol pernambucano que atravessa momentos difíceis, uma vez que Náutico e Santa Cruz não conseguiram sair da Série C.

Palmeiras3X2

DIANTE DE 41 MIL E DO PRESIDENTE ELEITO, PALMEIRAS VENCE A ÚLTIMA E LEVANTA A TAÇA

E nada mais justo que encerrar os relatos da rodada final com o campeão em ação. O Palmeiras encerrou a campanha do decacampeonato ao seu melhor estilo: vitória, e em cima do Vitória! Apesar de levar um susto do empate relâmpago, o Verdão saiu com o triunfo na mão e venceu por 3x2, igualando então os 80 pontos obtidos no titulo anterior, em 2016. Edu Dracena e Gustavo Scarpa abriram dois gols, ambos com assistência de Dudu, craque do campeonato. Os baianos, mesmo já rebaixados, acordaram no segundo tempo e buscaram o empate com Yago e Luan. Mas já nos minutos finais, o capitão Bruno Henrique recebeu de Guerra e deu lindo chute para desempatar a peleja. E daí foi só festejar.
A entrega da taça ainda contou com festa da torcida, que bateu recorde de público no Allianz Parque, com mais de 41 mil pessoas. Dentre elas um ilustre torcedor: o presidente eleito Jair Bolsonaro celebrou a vitória no camarote. Depois, foi a campo participar da entrega das medalhas e o troféu de campeão. De capitão para capitão, participou dos protocolos finais e "correu pro abraço", em cima do técnico Luiz Felipe Scolari.

Com essas imagens um tanto inesperadas, assim terminou um dos mais equilibrados Brasileirões. Confira, portanto, a classificação final da competição.

CLASSIFICAÇÃOPGJVEDGPGCSG%
Palmeiras80382311464263870
Flamengo7238219859293063
Internacional69381912751292261
Grêmio66381812848272158
São Paulo63381615746341255
Atlético-MG59381781356431352
Atlético-PR57381691354371750
Cruzeiro 53381411133434046
Botafogo51381312133846-845
10°Santos50381311144640644
11°Bahia48381212143941-242
12°Fluminense4538129173246-1439
13°Corinthians44381111163435-139
14°Chapecoense44381111163450-1639
15°Ceará44381014143238-639
16°Vasco43381013154148-738
17°Sport4238119183557-2237
18°América-MG40381010183047-1735
19°Vitória3738910193663-2732
20°Paraná Clube2338411231857-3920

Amanhã, como de praxe, ocorrem as premiações do Bola de Ouro da ESPN e o Prêmio Craque concedido pela CBF. Em ambos, provavelmente, Dudu será escolhido o principal jogador.

Aqui, o Jornal da Internet esboça a seleção dos melhores do BR.

Goleiro: Everson (Ceará), maior número de defesas difíceis
Laterais: Renê (Flamengo) e Mayke (Palmeiras), volta por cima de ambos
Zagueiros: Victor Cuesta (Internacional), debute impecável na Série A
Pedro Geromel (Grêmio), terceiro ano seguido
Volantes: Carlos Sanchez (Santos), contribuiu para o time não brigar contra a degola
Bruno Henrique (Palmeiras), volante artilheiro com 9 gols
Meias: Lucas Paquetá (Flamengo), 10 gols e ótimo campeonato, mesmo com queda de rendimento
Arrascaeta (Cruzeiro), melhor ano do camisa 10 na Raposa
Atacantes: Dudu (Palmeiras) e Gabigol (Santos), não precisa muitas explicações.

Técnico: Luiz Felipe Scolari (Palmeiras), só 22 jogos invictos e "paizão" do título.

Menções honrosas: Cuellar, Everton "Cebolinha" e o super 12° jogador Deyverson. Além do técnico Lisca, que fez milagre em tirar o Ceará do rebaixamento em grande trabalho de recuperação.

-----

Me despeço por aqui do Futebol Total. Obrigado a todos por lerem e acompanharem, dígito a dígito, todas as crônicas esportivas ao longo de 2018, desde os Estaduais até esta última rodada nacional. Foi bom demais!
E 2019 promete muito mais histórias \o/

--

Enquanto o ano não termina, o JI ainda prepara especiais futebolísticos. Durante a semana, teremos um post especial rememorando a campanha vitoriosa do Verdão. E ainda a gigantesca ascensão do CSA, de volta à Série A depois de uma série consecutiva de acessos.